22
Ago 10

A CARLOTA

 

Para os que não seguem O Largo dos Aflitos desde o inicio, eis uma pequena sinopse da 1ª Temporada.

Desde muito pequena, Carlota sonha que um príncipe montado num cavalo branco entra pela sua casa dentro e a leva para um bonito castelo. O tempo passa, a porta continua no sitio e príncipe, nem vê-lo. Apesar de tudo, Carlota continuou a adorar as histórias da sua infância,

Um dia, enquanto lia O Príncipe sapo, uma luz se acendeu diante dos seus olhos. De imediato, saiu para a rua e, quando lhe surgiu pela frente um miúdo, agarrou-o e beijou-o. Concluído o beijo, olhou-o fixamente enquanto o pequeno, visivelmente assustado, virou-se e começou a fugir. Como devem calcular, o resultado não foi o esperado. Mesmo assim, não desanimou e continuou a sua missão. A partir daqui, Carlota uma verdadeira caçada aos rapazes do bairro, acabando por ser apelidada de A menina do Bairro.

Concluído o 6º ano, muda-se para uma escola maior. Seria neste estabelecimento, maior que o anterior, que Carlota viria a concluir o seu 12º ano. No primeiro dia de aulas na sua nova escola, observava a massa estudantil que conversava e ria, enquanto ia caminhando e exclamou: "Tantos sapos".

Carlota viria a ser conhecida como a namoradinha da escola. E acreditem, mereceu inteiramente o titulo posto.

Apesar de todas estas «leviandades», o amor também entrou no coração e na vida de Carlota. O primeiro caso amoroso sério que teve foi com Pedrinho, filho de Ana Zarolha. Foi uma paixão de miúdos. No entanto, passados dez anos, Pedrinho confidenciou a um amigo que jamais esqueceria a sua experiencia sexual. Para bom entendedor...

Passaram dois anos e o coração de Carlota continuava fechado ao amor. Até ao dia em que o viu em tronco nu. Zé Peixeiro, trabalhava na banca de peixe de seu tio, Zeca Tritão, no Mercado do bairro. Quando viu aquela «peitaça» sem camisola, Carlota sentiu um arrepio espinha acima. Zé, que arrumava caixas de peixe, sentiu que estava a ser observado. Virou-se de repente e, encontrou os olhos dela. E assim, começou uma grande paixão.

E a cada dia que passava, tornava-se mais «caliente». Ainda o Mercado não tinha aberto ao publico, e já Carlota esperava o seu beijo matinal junto a uma das portas. Zé, saía lá para e beijava-a ternamente.

Numa manhã, enquanto o sol começava a fazer a sua aparição, os dois pombinhos lá estavam no seu cantinho aos beijos. A coisa começou a ficar de tal maneira quente, que Zé Peixeiro tirou e atirou a sua camisola ao chão, Rapidamente tirou também a camisola da sua Carlota. A cada momento que passava, a coisa tornava-se cada vez mais escaldante, completamente a fugir ao controlo do dois. No último momento, quando o assunto estava prestes a ser consumado, eis que aparece Zeca Tritão  com uma panela cheia de agua e, sem cerimónias, despejou-a sobre os dois. 

A moça, assustada e encharcada, saiu dali a correr e só parou quando entrou no seu quarto. Uns dias depois, o romance chegava ao fim. Afinal, a água não só arrefeceu os calores naquele dia, como gelou completamente a relação.

O último amor de Carlota  chamava-se Dieguito.

Diego Morales é filho de pais espanhóis mas, nascido em Lisboa. Como era o melhor amigo de Zé Peixeiro, um dia acabou por conhecer Carlota, quando acompanhava o amigo num belo dia de Junho, ao Largo dos Aflitos. Uns meses depois de Carlota e Zé terem terminado o namoro, Dieguito encontrou-a quando fazia compras na Baixa de Lisboa. Depois de se falarem, comeram um pequeno lanche e no fim trocaram números de telefone. Cerca de duas semanas, após uns cafezitos e algumas trocas de palavras, começaram o namorico. Foi um namoro que durou apenas uns mesitos. Até ao dia em que alguém contou a Carlota sobre os devaneios nocturnos de Dieguito. No sábado seguinte, bem à noitinha, lá foi Carlota à tal discoteca e encontrou Dieguito enrolado a uma loiraça. Sendo Carlota filha de quem é, e ainda para mais do sitio de onde é, será fácil imaginarem a «peixeirada» naquela discoteca da moda.

Apesar de tudo, Carlota sofreu muito, pois gostava de Diego Morales. Uma traição daquelas deixa sempre marcas. Ainda para mais num flagrante...

A custo lá foi superando a sua dor, contando com a amizade da única pessoa em quem confiava: Rui Xarroco, o seu amigo de sempre.

 

 

 

publicado por luman às 19:59

06
Ago 10

Eis-nos chegados ao Largo dos Aflitos.

O Largo dos Aflitos é relativamente grande e é composto por um generoso passeio rectangular calcetado na parte central. Neste passeio, estão 4 bancos semelhantes aos que encontramos nos jardins e que são ideais para descanso ocasional. Por trás de cada banco, ergue-se uma árvore para satisfação dos que procuram uma sombra fresca nos meses mais quentes.

Esta calçada central é circundada pelo piso alcatroado por onde os automóveis se movimentam. Este «alcatrão» tem a forma de um U. Os veículos que entram no Largo dos Aflitos, vêm da Rua Octávio Aselha e, para lá retornam após terem dado a volta ao Largo. A toda a volta, existem prédios de 4 e 5 andares, à excepção da entrada e saída dos automóveis e, das Escadinhas do Ouvido. Entre os edifícios e o alcatrão, existe um outro passeio calcetado, semelhante aos que encontramos por essas avenidas, ruas e travessas, seguindo a trajectória dos veículos que entram no Largo dos Aflitos. 

No Largo, encontramos também algumas lojas. Um destes espaços comerciais é a "Tasca da Fatinha", da Fátima Balão. onde por alturas do fim da 1ª Temporada Ana Mobi e Senhorita Gomez, duas ex.lutadoras de wrestling, afogam as suas memórias numa garrafa de bagaço. Alem deste Café tão particular, no Largo dos Aflitos existem ainda uma loja chinesa, onde é possível encontrar quase tudo, um cabeleireiro, uma loja de produtos congelados, uma loja de proprietários indianos, onde se pode comprar desde  electrodomesticos a telemóveis.

O Largo dos Aflitos é um daqueles sitios onde as pessoas param e trocam tristezas, alegrias, opiniões e muitas outras coisas. O Largo faz parte de um bairro de gente afável que gosta de receber. 

Se você é um dos que ainda não conhece este bairro magnifico com gente muito peculiar, aproveite a oportunidade e leia o Largo dos Aflitos.   

publicado por luman às 20:29

12
Jul 10

Existem duas saídas do Largo da igreja: Pela travessa dos Costados ou, pela Rua Octávio Aselha. Foi por esta ultima que passou grande parte da 1ª temporada. É nesta Rua que encontramos o quiosque de Ana Mobi e a florista de Bela. Foi na loja de Bela, que assistimos a um episodio de puro suspense. De facto, neste momento ainda não se sabe o desfecho da historia da loucura de Bela.

A Rua Octavio aselha, desce ate a Avenida dos Girinos. Um pouco antes, no lado esquerdo no sentido da descida aparecenos o Largo dos Aflitos. Falaremos nele a seguir.

publicado por luman às 19:52

25
Jun 10

Antes de começar a falar no Largo dos Aflitos, uma palavra para o bairro onde decorre a acção.  Assim comecemos pelo Largo da igreja, onde o Padre Garcia dá os seus sermões. É um Largo não muito grande com um pequeno circulo de relva e no meio, uma palmeira. À sua volta, a igreja do bairro é de longe o edifício que mais salta à vista. À frente da igreja, dois bancos fazem as delicias dos mais idosos, que aproveitam para um descanso ao sol.

À volta da igreja alguns edifícios de 3 andares compõem o quadro do Largo da igreja. Entre estes, está a casa de Carlota, uma das principais personagens da nossa historia.

Carlota foi desde pequena uma sonhadora, que acreditava que o seu príncipe entraria em sua casa e a levaria para o castelo real. Começa a ficar cansada de esperar e começa ela própria a procurar o seu príncipe. Como o seu príncipe podia estar em qualquer sapo, começa por beijar os rapazes do Largo da igreja. Como seria de esperar, não ocorrem quaisquer transformações e, insatisfeita com o progresso da sua investigação, continua bairro fora. Passaram alguns meses e, sem mais rapazes para beijar, decide fazer uma pausa. Carlota é, nesta altura a miúda mais conhecida do bairro.

A entrada de Carlota na Escola Secundária mudou-a significativamente. No entanto, não esquece a sua primeira impressão: - Tantos sapos!

O tempo passa e os sonhos de uma criança, cedem o lugar aos anseios e palpitações da adolescente Carlota. Passado algum tempo, Carlota é a estrela mais ofuscante da Secundária. Todos os rapazes querem estar com ela, enquanto as raparigas desejam ser como ela. Pelo meio, alguma inveja de uma ou outra colega.

Até ao momento, Carlota teve duas grandes paixões. O primeiro foi o Zé Peixeiro.

Pescador de uma família de pescadores, conheceu Carlota na praça e logo se meteu com ela. A insistência dele aliada e o cheiro de peixe que o envolvia foram as razões de tão ardente paixão.

O segundo homem da vida de Carlota foi Dieguito, filho de espanhóis radicados no nosso país. Carlota pensava que finalmente tinha encontrado a sua outra metade. Infelizmente, uma noite de paixão com Zibelina deitou por terra uma relação promissora. Esta traição deixou Carlota à beira de um esgotamento do qual ainda hoje tenta sair.

A única pessoa a quem Carlota chama de amigo é Rui Xarroco. É no entanto uma amizade perversa, uma vez que ela é a paixão da vida de Rui Xarroco. E não se pode pode chamar Carlota de insensível. Ela desconhece os sentimentos de Rui.                                                         

Carlota vive com Miclina e Jão Pescada, seus pais. Miclina foi durante muito tempo amiga pessoal de Júlia Pescada, mãe de Rui Xarroco.

 

publicado por luman às 23:54

18
Jun 10

Está a chegar a 2ª Temporada

 

do Largo dos Aflitos

publicado por luman às 17:56

Agosto 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

23
24
25
26
27
28

29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
arquivos
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO